Fonoaudiologia

A fonoaudiologia ajuda crianças e adultos a melhorar suas habilidades de comunicação e linguagem. Não importa o que esteja afetando sua capacidade de falar ou se comunicar de forma eficaz, a fonoaudiologia pode melhorar sua qualidade de vida. Converse com um profissional de saúde sobre uma avaliação fonoaudiológica se você ou seu filho tiver problemas para falar, ouvir ou usar a linguagem.

Última revisão da página: 15 de junho de 2023

O que é a fonoaudiologia


A fonoaudiologia, também conhecida como terapia da fala ou fonoaudiologia clínica, é uma área da saúde que se dedica ao estudo, prevenção, avaliação e tratamento dos distúrbios da comunicação humana. Esses distúrbios podem envolver a linguagem oral e escrita, fala, voz, audição e funções relacionadas.

O fonoaudiólogo, profissional especializado em fonoaudiologia, atua em diferentes áreas, como clínica, hospitalar, educacional e empresarial. Ele realiza avaliações para identificar problemas de comunicação e desenvolve planos de intervenção adequados para cada caso.

Na área da linguagem oral e escrita, a fonoaudiologia auxilia no diagnóstico e tratamento de distúrbios como atraso na fala e na linguagem, dificuldades de leitura e escrita, gagueira, entre outros. No campo da fala, o fonoaudiólogo trabalha para corrigir distúrbios articulatórios, como trocas de sons, omissões ou distorções na produção dos fonemas.

A voz é outra área de atuação da fonoaudiologia, que engloba problemas como rouquidão, alterações de timbre, dificuldades de projeção vocal e disfonias. Além disso, o fonoaudiólogo também pode realizar testes de audição e reabilitação auditiva em casos de perda auditiva.

Também ao fonoaudiólogo é permitido, o exercício de atividades vinculadas às técnicas psicomotoras, quando destinadas à correção de distúrbios auditivos ou de linguagem, efetivamente realizado.

Em resumo, a fonoaudiologia é uma área da saúde voltada para o diagnóstico, tratamento e prevenção de distúrbios da comunicação humana, visando melhorar a qualidade de vida e a autonomia das pessoas em relação à sua capacidade de se comunicar.

No Brasil, a lei número 6.965, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1981 dispõe sobre a regulamentação da Profissão de Fonoaudiólogo.

O que é fonoaudiologia e o que faz um fonoaudiólogo?

O que a fonoaudióloga faz?

A fonoaudióloga é a profissional especializado em fonoaudiologia e realiza diversas atividades relacionadas à avaliação, diagnóstico, tratamento e prevenção dos distúrbios da comunicação humana. Suas principais áreas de atuação incluem linguagem oral e escrita, fala, voz, audição e funções relacionadas. Aqui estão algumas das principais atividades que uma fonoaudióloga desempenha:

  1. Avaliação: O fonoaudiólogo realiza avaliações detalhadas para identificar problemas de comunicação em pacientes de todas as faixas etárias. Essas avaliações podem incluir entrevistas, testes específicos, observação clínica e análise de dados.
  2. Diagnóstico: Com base nos resultados da avaliação, o fonoaudiólogo é capaz de diagnosticar os distúrbios da comunicação presentes no paciente. Esse diagnóstico é essencial para desenvolver um plano de tratamento adequado.
  3. Tratamento: O fonoaudiólogo desenvolve planos de tratamento individualizados para cada paciente, com o objetivo de melhorar suas habilidades de comunicação. Isso pode envolver exercícios, técnicas terapêuticas, jogos, atividades de estimulação, entre outros recursos, dependendo do distúrbio específico.
  4. Reabilitação auditiva: Em casos de perda auditiva, o fonoaudiólogo realiza testes audiológicos para avaliar o grau e a configuração da perda auditiva. Além disso, ele pode prescrever e adaptar aparelhos auditivos, bem como fornecer suporte e treinamento para o uso adequado desses dispositivos.
  5. Orientação e aconselhamento: O fonoaudiólogo orienta pacientes e seus familiares sobre estratégias para melhorar a comunicação e lidar com os distúrbios específicos. Ele fornece informações, esclarece dúvidas e auxilia no desenvolvimento de habilidades comunicativas.
  6. Prevenção: O fonoaudiólogo também desempenha um papel importante na prevenção de problemas de comunicação. Isso pode envolver a realização de programas de conscientização, triagens em escolas e creches, orientação a gestantes e ações de promoção da saúde vocal, por exemplo.

É importante ressaltar que a atuação do fonoaudiólogo pode variar de acordo com a especialidade e o local de trabalho. Além das atividades clínicas, muitos fonoaudiólogos também estão envolvidos em pesquisa, ensino e assessoria em diferentes contextos.

Quais condições são tratadas na fonoaudiologia?

A fonoaudiologia pode beneficiar qualquer pessoa com um distúrbio de comunicação. Um profissional de saúde também pode sugerir fonoaudiologia se você tiver uma deficiência auditiva ou condição de saúde que dificulte a deglutição. Seu médico pode recomendar para ajudar com:

  • Afasia: Pessoas com afasia podem ter dificuldade em ler, escrever, falar e compreender a linguagem. Muitas vezes se desenvolve após um acidente vascular cerebral ou lesão danifica a área do cérebro que processa a linguagem.
  • Apraxia: Pessoas com apraxia sabem o que querem dizer, mas têm dificuldade em formar as palavras. Eles podem ter problemas com leitura, escrita, deglutição e outras habilidades motoras.
  • Distúrbio de articulação: Pessoas com distúrbios de articulação são incapazes de produzir certos sons de palavras. Por exemplo, eles podem substituir um som por outro – como dizer “cenoua” em vez de “cenoura”.
  • Distúrbios da comunicação cognitiva: você pode ter dificuldade em se comunicar se a área do cérebro que controla sua capacidade de raciocínio estiver danificada. Pessoas com distúrbios cognitivos de comunicação podem ter problemas de audição, fala, memória e resolução de problemas.
  • Disartria: Pessoas com disartria podem ter fala lenta ou arrastada. Acontece quando os músculos que controlam sua fala ficam fracos. As causas comuns incluem acidente vascular cerebral, esclerose múltipla (EM), esclerose lateral amiotrófica (ALS) ou outros distúrbios do sistema nervoso.
  • Distúrbios expressivos: pessoas com distúrbios expressivos podem ter dificuldade em pronunciar as palavras ou transmitir seus pensamentos. Distúrbios expressivos estão ligados a acidente vascular cerebral ou outros eventos neurológicos, atrasos no desenvolvimento e perda auditiva.
  • Distúrbios da fluência: os distúrbios da fluência interrompem a velocidade, o fluxo e o ritmo da sua fala. A gagueira (fala interrompida ou bloqueada) é um distúrbio da fluência. O mesmo acontece com a desordem (fala que é mesclada e rápida).
  • Distúrbios receptivos: Pessoas com distúrbios receptivos têm dificuldade em compreender ou processar o que os outros estão dizendo. Eles podem ter um vocabulário limitado, dificuldade em seguir instruções ou parecer desinteressados em conversas.
  • Distúrbios de ressonância: Os distúrbios de ressonância são condições de saúde que afetam suas cavidades orais ou nasais. Eles podem bloquear o fluxo de ar e alterar as vibrações que ajudam a ouvir os sons. Fenda palatina, amígdalas inchadas e outras condições que afetam a estrutura da boca e do nariz podem causar distúrbios de ressonância.
  • Disfagia: Distúrbio de deglutição que envolve dificuldades na passagem segura e eficiente de alimentos, líquidos e saliva da boca até o estômago. Pode afetar pessoas de todas as idades, desde bebês até idosos, e geralmente é causada por problemas nos músculos e nervos envolvidos no processo de deglutição.

Quais são as vantagens da fonoaudiologia?

A fonoaudiologia oferece uma série de benefícios, incluindo:

  • Autoestima melhorada.
  • Maior independência.
  • Melhor capacidade de compreender e expressar ideias, pensamentos e sentimentos.
  • Prontidão escolar para crianças pequenas.
  • Qualidade vocal aprimorada.
  • Competências linguísticas precoces.
  • Melhor função de deglutição.
  • Melhor qualidade de vida.

Por quanto tempo você precisa de fonoaudiologia?

As necessidades de todos são únicas. Alguns distúrbios da fala melhoram com a idade – outros requerem anos de terapia da fala. Se uma condição de saúde causou seu distúrbio de fala, suas habilidades de fala e linguagem podem melhorar à medida que você se recupera do problema subjacente.

Quanto tempo você precisa de fonoaudiologia depende de:

  • Sua idade.
  • O tipo de distúrbio da fala.
  • Quão severamente o distúrbio da fala afeta suas habilidades de comunicação.
  • Se você precisa se recuperar de uma condição de saúde subjacente.
  • Com que frequência você frequenta uma fonoaudióloga.

Quando devo consultar uma fonoaudióloga?

Visite um profissional de saúde assim que sentir que algo está afetando sua capacidade de falar, ouvir ou se comunicar com outras pessoas. Consulte uma fonoaudióloga se você acha que seu filho pode ter dificuldades com a linguagem ou compreensão. Os sinais de alerta comuns de que uma criança pode ter um distúrbio de comunicação incluem:

  • Falar com pouca frequência ou menos do que o habitual.
  • Dificuldade em usar linguagem ou palavras.
  • Dificuldade em entender frases simples.
  • Ficar frustrado facilmente ao ler, ouvir ou falar.

Referência

As melhores fonoaudiólogas do Brasil que atendem pessoas com deficiência estão na BR Terapeutas

Você pode encontrar profissionais perto de você no site BR Terapeutas.